Variedades Femininas

Aqui se fala do universo feminino

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM IVETE SANGALO

em 15 de março de 2010

Na edição passada nossa coluna trouxe um pequeno esquente para que você conhecesse melhor a cantora Ivete Sangalo e se preparasse para a entrevista exclusiva que a cantora nos deu, ela nos falou sobre carreira e família.

O Contemporâneo: Você  já foi considerada a musa do carnaval de Salvador, assim como ganhou diversos prêmios de melhor música, melhor cantora, como você se sente sendo considerada pela população a musa do carnaval ?

Ivete: Fico tão feliz, tão prestigiada. Faço tudo em cima do palco para os meus fãs. Adoro me exibir pra eles e fico feliz que dê certo.
O Contemporâneo: O que o carnaval de Salvador representa para a sua vida?

Ivete: Um momento muito especial e mágico. Ali vivo emoções que se tornam inesquecíveis. É a festa mais incrível do mundo!

O Contemporâneo: Esse ano você fez uma promoção e levou uma fã para cantar com você, como foi a experiência?
Ivete: Foi massa. Quis tanto uma mão no inicio da minha carreira  que achei feliz a ideia de ajudar alguém. A escolhida, Millane Hora, foi uma fofura, muito querida e cantou muito com a gente.

O Contemporâneo:  O tema que você utilizou esse ano foi “No Carnaval Ivete vira Bicho”, qual foi o motivo dessa escolha?
Ivete: Porque me sinto assim. Tenho que ter garra para viver tantos papeis na minha vida. Mãe, mulher, cantora e ainda tem que rebolar ahahahaha. Em cima do trio me sinto bicho, forte, linda e tudo mais.

O Contemporâneo: Agora que você é mãe, poderia dizer que a maternidade influencia de alguma forma no direcionado de sua carreira e da criatividade musical?
Ivete: A gente fica mais feliz, mais forte e autoconfiante. Me sinto especial e daí a cabeça produz muito melhor. Felicidade é um grande combustível.

O Contemporâneo:  Como você consegue conciliar a vida de mãe e a carreira artística?
Ivete: Estou me desdobrando, mas tá dando bem legal .

O Contemporâneo:  A sua produtora trouxe a cantora americana Beyoncé para o Brasil, qual o próximo passo? Como foi realizar shows com a artista?
Ivete: Ela é um grande artista. Fizemos tudo como manda o figurino. Ela gostou e nós também. Foi um grande espetáculo!

O Contemporâneo: O que você diria para os seus fãs da cidade?
Ivete: Que eu estou roxa de saudade e que não vejo a hora de estar nessa cidade que eu amo tanto. Vocês me aguardem!!!!

Sabendo um pouco mais sobre Ivete



Com 37 anos de idade e quase 16 anos de carreira, é sem dúvida a celebridade mais importante do país, sua trajetória de sucesso mostra uma artista antenada que vai além do tradicional, consegue se dividir e talvez essa seja a sua fórmula de sucesso. No mercado publicitário a cantora já assinou mais de 15 contratos com empresas gigantes do mercado, além de ter acabado de fechar um contrato milionário com a rede Riachuelo.

Muitos ainda não sabem, mas Ivete é dona da Caco de Telha, empresa do ramo de entretenimento que mais cresce no país, detentora de todas as cotas de publicidade do Carnaval da Bahia, trouxe Beyoncé ao Brasil e levou o Cirque du Soleil para a Bahia.

Com tanto sucesso o novo desafio da empresa é desvincular a sua imagem a de Ivete Sangalo e tornar-se independente, esse será um grande desafio, ao passo que a cantora representa 60% do faturamento da empresa.

Em relação ao profissionalismo, a nossa experiência com a empresa foi das melhores e para ilustrar, apresentamos Marcela Oliva, Assessora de Imprensa da Caco de Telha, que nos atendeu tão bem, ela conversou conosco e em entrevista exclusiva, nos conta como é conviver com artistas e nos fala um pouco sobre a sua profissão.


1. Gostaríamos antes de iniciar essa entrevista de te agradecer por toda gentileza no contato conosco! Você pode nos dizer como é trabalhar com grandes artistas?

Eu que agradeço o contato de vocês! Trabalhar com grandes artistas é um grande prazer e responsabilidade. Tem que estar sempre atenta a todos os detalhes e ser sempre atenciosa com todos que procurarem o artista, pois nós somos o intermediário entre ele e a imprensa.

2. Você poderia nos falar um pouco sobre a sua profissão?

Eu sou formada em Jornalismo e dentro desse campo podemos escolher várias áreas de atuação, pois podemos trabalhar em jornal, emissoras de TV, de rádio, sites, comunicação interna e também como assessoria de imprensa, área que atuo desde que saí da faculdade.

A função do assessor de imprensa é facilitar o contato do seu cliente (artista/empresa) com a imprensa e vice-versa. Meu objetivo no trabalho é fazer com que as informações sobre Ivete sejam mais acessíveis para a imprensa e quando for solicitada uma entrevista a ela atender da melhor maneira possível. E, graças a Deus, tenho contado sempre com a atenção e respeito de todos.

3. Qual o conselho que você daria aos jovens de nossa cidade que tem interesse em seguir uma carreira como a sua?

Ser Jornalista não é fácil. Não é escrever ou pegar um microfone para falar na TV. Tem que ter responsabilidade e ética na hora de passar a informação. Tem que ter compromisso com a notícia. Não é só gostar de escrever, é muito mais. Se você quer ser jornalista, fique ciente que não é status, aparecer, é muito trabalho e dedicação.

Publicado no Jornal “O Contemporâneo” em 06/03/2010, entrevista cedida a Clara Guimarães, informações: Caco de Telha – http://www.cacodetelha.com.br

*Imagens cedidas pela Caco de Telha

Anúncios

4 respostas para “ENTREVISTA EXCLUSIVA COM IVETE SANGALO

  1. Uirá disse:

    Linda como Sempre minha morena né.

    gostei muito da entrevista. e do site

    ainda vou olhar mais e seguir

    Vc já viu qeu no meu blog eu fiz um poema pra ela.

    é meio cantado outro dia te falo

    Um beijo tia e muito show

  2. Marisa Mattos disse:

    Entrevista com Ivete Sangalo? Como assim? Sucesso!

  3. Uirá disse:

    Hahahaahahahahahaha

    Essa mulher
    Eu sou fã dela.
    Num primeiro momento das musicas.
    Quem dançou e pulou beijando bêbado no trio elétrico ao som dessa Pentelha, entre outros, sabe o que estou falando.

    E muito fã, apaixonado, da mulher da personagem ou simulacro.

    Ela tem essa coisa de expressão brasileira que a faz meio obra de arte.
    Na veia uma ginga das lavadeiras do roupa do Rio São Francisco.
    Nos olhos a paixão das rendeiras e mulheres de pescadores.
    No sangue essa influencia morena do negro, mouro, índio que é do país.
    No nome as curvas dos Ss e VS, um desenho.

    Um cheiro gingado quase como Clara Nunes, Gabriela e Capitu.
    Pra eu ser criticado por alguns.
    Um jeito da literatura regional do Brasil.
    Lógico que com uma fala comercial.
    Mas ainda por cima é louca. Com Voz rouca.

    Sinto com um alter ego ou um braço meu. Entre tantos!!!!!!!!!!!!
    Que expressa um sentimento meu como mulher.

    As vezes nem me daria bem com ela pessoalmente, mas não precisa.

    Segue meus beijos de meus lábios que a cantam.

  4. Uirá disse:

    Segue um poema que fiz pra inspirado nela e em outras manifestações femininas na minha vida.
    Tem um ritmo meio de capoeira.

    Ginga Morena

    Invente-me um amor delirante.
    Pra maioria de meus dias sangra-lo vou

    Gira a saia morena.
    Ginga de quem raspa peixeira.
    Batuque de capoeira.
    E volta com a roupa do rio.
    [Se é brisa do Velho Chico]!

    Vem louca queimando a veia.
    E jorra sangue em minha veia
    Se mãe ao canto é sereia
    [Iemanjá-Iemanjá

    Leva-se e eu a massa.
    Estremece com seu acalanto
    Abalando ruas e rios

    Gira a saia sua lesa.
    Ao vento de cachoeira
    Vestido em vulto à volúpia
    Faz jeito de ser guerreira

    Tambor chocalho agogô
    Desse modo chego e vou
    No barulho dessa farra
    Acendo o farol da Barra

    Gira a saia morena

    Roda a baiana
    Que hoje é dia de gincana
    Meu capricho é de cigana
    Vento mouro vem me ver

    Ta de bobeira
    Meu olhar é de rendeira
    Sangue bom na brincadeira
    Mãe quer paz água e prazer

    Saia rodada
    Nessa eu já vou embalada
    Jogo a perna de levada
    Minha verve de alegria
    Fazer arte pra viver

    Rebola a bola você diz que da que da
    Você diz que da na bola
    Na bola você não da

    Gira a saia minha nega
    De preto cor envermelha
    Fé – ginga de capoeira
    Banhada de água e sal.

    Vem louca queimando a veia.
    E jorra sangue em minha veia
    Cabelo vento penteia
    Folia de carnaval

    Newton Uirá Mantovani

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: