Variedades Femininas

Aqui se fala do universo feminino

Pânico na TV: Misoginia e desrespeito!

em 23 de abril de 2012

Eu não assisto esse programa pânico, já vi de relance em algum local e sempre tive embrulho no estômago, pois acho, totalmente, bizarro. É um “humor” grotesco, grosseiro, misógino, agressivo. É rir o tempo inteiro da humilhação e desgraça alheia.

Pois é, hoje soube que uma das panicats teve o seu cabelo raspado ao vivo no programa, ocorreu uma votação com o público e ficou decidido que ela rasparia a cabeça. A moça tinha sido trancada numa sala e só foi informada na hora que rasparia o cabelo. Ok, raspou o cabelo e daí? Pra mim o problema não está em raspar o cabelo, mas o que está implícito no ato –  raspar o cabelo é um símbolo de subserviência, humilhação.

Acho provável que a moça nem se dê conta da situação de fato, quem sabe até ache legal, no que tange a exposição e provável grana que pode ganhar com os contatos publicitários. Mas e aí, será que vale tudo na vida? Vale tudo por dinheiro?

O programa colocou a moça numa situação super humilhante, mas também isso não é a primeira vez, nem será a última, pois ser panicat significa usar pouca roupa e passar por situações constrangedoras, além de ser tratada como lixo. Mas quem aceita passar por esse tipo de situação pode ser considerada vítima? Na minha opinião sim, ela é vítima de todo um sistema machista que vivemos, que as mulheres são desvalorizadas e objetificadas, pois “esquecem” que somos gente! E somos mesmo!

Mas além de ser vítima, ela é conivente com isso, a partir do momento que permite fazer parte disso, é ser usada em nome de algo maior, mesmo que esse algo maior seja estapafúrdio. Ela é conivente mesmo sem saber, mas mesmo assim, não deixa de ser vítima. Foi vítima sim de atos misóginos e agressivos, coroados com a frase: “a Babi entendeu o espírito do Pânico, ela é corajosa”. Mas qual é esse espírito? O da agressão, humilhação e subserviência?

Nós mulheres somos ensinadas a baixar a cabeça diante de agressões masculinas. O que fazemos quando recebemos cantadas nojentas nas ruas? Baixamos a nossa cabeça, olhamos para o lado, não é isso? Nas nossas relações afetivas aprendemos que devemos ser boas de cama, mas esse boa é em relação a quem?  Boas para nós mesmas? Pense nisso! A indignação pelo que ocorreu no programa pânico é válida sim! É uma indignação por toda misoginia e agressividade contra as mulheres. Mas lembrem-se, nós mulheres também reproduzimos esse sistema machista, então não adianta só criticar, precisamos fazer uma mudança interna, mudar as nossas atitudes. A identidade feminina é construída socialmente, não nascemos mulheres, nos tornamos mulheres.

Anúncios

3 respostas para “Pânico na TV: Misoginia e desrespeito!

  1. Dayane Andrade disse:

    Ai gente… Esse programa nojento nojento nojento, gente… Deveria de sair do ar, mas o povo cego cheio de pecados gosta dessa maldição de dentro da sua casa, impactando momentos que poderia ser gastos com coisas boas e se gasta com ‘isso” esse lixo podre!

  2. Kate disse:

    Concordo totalmente!!

  3. Lindalva Cordeiro disse:

    Concordo inteiramente, nem deixo meus filhos assistirem, acho grotesco.l

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: