Variedades Femininas

Aqui se fala do universo feminino

Namorado feminista, experimente você também!

em 27 de novembro de 2012

Esse negócio de relacionamento afetivo não é fácil, pelo menos nunca foi pra mim! Essa coisa cultural machista e idiota deixa os homens um saco! Cheios de fricotes! Além de que, esse lance de ter que mata qualquer relação, é um tal de homem ter que ser provedor, ter que ser forte, ter que pegar todas as menininhas pra mostrar que é muito macho!!! Resumindo? Não tenho a menor paciência com #mimimi!

Pois é, aí minha filhx, descobri que um relacionamento leve é mara!! Como foi que eu consegui isso? Com um cara feminista que divide as mesmas ideologias que eu! Simples assim! E mais básico ainda, se você é uma daquelas pessoas que acha que só mulheres podem ser feministas, dá uma lida nos meus textos anteriores, ok?

A vida com um cara feminista é simples, não existe tarefas de meninos e tarefas de meninas, as obrigações da casa não são minhas, são nossas, a obrigação de pagar a conta não é minha ou dele, é nossa! Todas essas questões são resolvidas com bom senso, faz mais atividades ou paga mais quem tem mais grana ou tempo, lógico! É absurdo pensar que em algumas casas a mulher trabalha fora, o cara fica em casa e não faz nada, nem coloca a comida no próprio prato, você já parou pra pensar nisso? Porque a mulher deve ter jornadas duplas, triplas… porque mesmo trabalhando fora precisa cuidar das crianças e do serviço doméstico sozinha?

Mas existem outras questões mais complexas e importantes do que limpar casa, que é o respeito a minha identidade, vivo com um cara que me respeita pelo que sou e não fica como #mimimi dizendo que sou a mulher mais inteligente que ele conhece porque toda mulher é burra!! Não fico com um cara que se acha mais do que eu por ser homem, estou com um cara que sabe que também sou gente e que segue na luta ao meu lado, na militância por um mundo mais justo!

Todxs sabem que estou doente, fazendo um bendito tratamento pra endometriose, pois já tocamos nesse assunto aqui e tocarei bem mais, pois todxs precisamos dizer não a dor, cólica não é normal! Assim, um cara feminista não vai dizer que sua dor é nada, vai estar do seu lado, não vai te achar estragadinha porque está doente, porque sabe que você não é uma coisa, não é um prêmio, é gente! Mas acho que o principal é que um cara que compartilha de preceitos feministas te percebe como uma companheira, como uma cúmplice, vai estar do seu lado porque é assim que parceiros fazem!

Um homem feminista não acha que precisa trocar de mulher como troca de carro, por um modelo mais novo, mais burro e mais artificial, pois sabe que as relações entre as pessoas não devem ser coisificadas, não somos coisas! Assim, não vai ficar dizendo que a mulher precisa emagrecer, fazer plástica e ameaçar de arrumar um modelo mais novo se isso não ocorrer. Isso não quer dizer que não pode ocorrer uma separação, claro que pode, mas não porque a mulher engordou ou envelheceu e ele precisa de um modelo mais recente, feministas se relacionam com pessoas, não com objetos!

Um outro fator fundamental em uma relação feminista é o respeito ao espaço do outro, feministas sabem que nos relacionamos para nós mesmos, não para os outros, então pra que viver uma relação fake? Ciúme existe, mas não porque somos donos dos outros, ninguém tem que mandar no outro, dizer com quem pode ou não pode falar, isso é absurdo! Uma relação feminista é uma relação livre e exatamente por isso não tem um modelo, cada um faz o seu e pronto. Uma família feminista não segue um modelo, porque as relações de gênero não são duais, não somos bonequinhos com formulinhas prontas, podemos ser e sentir coisas infinitas, não temos que ser, somos!

Minha relação é hétero, então o texto pode até parecer cissexista, mas estou falando da minha experiência e acho que ela até pode ser aplicada pra qualquer configuração possível, pois ser feminista significa buscar a liberdade, mas no sentido foucaultiano das técnicas de si rss das artes da existência, não devemos ficar sujeitos a #mimimi, não temos que ser dóceis e úteis, somos gente!! Então, acho que ser livres e amar o outro de forma livre, não depende de nada, por isso sempre digo que nos apaixonamos por pessoas, só isso! E a minha pessoa feminista, meu companheiro feminista, me mostrou que é possível ter liberdade, amar livremente, pois amamos e desejamos que o outro possa viver todas as possibilidades do seu ser. Isso pode ser vivido num relacionamento monogâmico também e digo isso pelo mito que existe que ser livre num relacionamento é ter relacionamento aberto… acabei de falar sobre modelo fixo, então, fica a dica! rss  Somos o que somos e não aquilo que devemos ser!

Por isso, quando alguém vem falar argumentos homofóbicos/machistas (homofóbico e machista é redundante), mando catar coquinho na praia, odeio esse ter que, – que coisa!! – ser contra o amor é ridículo! Não sabia que existe uma forma certa ou errada de amar, não sabia nem que existe certo e errado. Mas existe violência e violência não é tolerável, não existe justificativa para ela, agressor é agressor e pronto! Vamos viver, amar e ser livres!!

Amor!!!

Anúncios

3 respostas para “Namorado feminista, experimente você também!

  1. Christiane disse:

    Gostei muito Clara, ficou realmente ótimo este artigo!!
    Bjssss

  2. Que sorte a sua, também quero um namorado feminista, mas to sem tempo de buscar e a geografia não ajuda (to do norte, aqui homem machista tem que faz lama).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: