Variedades Femininas

Aqui se fala do universo feminino

A homofobia e um ex-namorado homofóbico

em 15 de agosto de 2013

Imagem

A homofobia é algo que me causa sempre muito espanto, pois não faz sentido pra mim, não consigo compreender como a sexualidade do outro pode me afetar. E sempre que penso em pessoas homofóbicas lembro de uma situação que ocorreu comigo.

Tive um namorado há alguns anos atrás que não me parecia homofóbico – sou um ser bem esperançoso -, embora as vezes falasse sobre ditadura gay, mas eu rebatia prontamente e ele parecia concordar. Em uma noite de bebedeira e angústia – dele, pois não bebo álcool -, me confessou que se sentia atraído por homens, que sempre teve curiosidade de saber como era se relacionar com eles e que havia, inclusive, tentado paquerar um conhecido gay, mas que havia recusado e ele nem entendia o motivo.

Respondi que gays são gente, não são obrigados a ter interesse sexual por todas as pessoas do mundo, depois o incentivei a viver seus desejos, que não fazia o menor sentido passar pela vida e não experimentá-la. O relacionamento acabou um tempo depois, e perdi o contato com o cidadão, mas anos depois o reencontrei e soube que tinha se tornado um cara homofóbico. E a primeira coisa que pensei foi: como um cara que sente desejo por homens é homofóbico? Sou boba, não? A resposta está aí, reprime-se tanto que sente raiva do seu objeto de desejo.

Se eu acho que todo homofóbico ou homofóbica sente desejo por pessoas do mesmo sexo? Não, pois odeio generalizações. Acho também que muitas pessoas são incitadas pelo grupo a reproduzir um discurso, então se o pastor da igreja ou a sua família fala o tempo inteiro que homossexualidade é pecado e afins, a pessoa pode reproduzir. Entretanto, uma coisa fazer um discurso imbecil sobre pecado – Estado Laico!!! -, outra é agredir e incitar o ódio contra as pessoas.Imagem

(Imagem tirada daqui: http://paroutudo.com)

Sinceramente? Acho que pessoas que sentem  ódio de gays têm um desejo reprimido, pois não faz sentido isso. Eu vejo um casal de sapatão, por exemplo, se beijando, e não me afeta em nada, não tenho vontade de beijar também… Isso muda o que na minha vida?? São as outras pessoas, não eu.  E sobre o discurso de defesa da família, pergunto a você: o que é família? Vá estudar um pouco e ver que essa família como conhecemos surgiu no final do século XVIII e está diretamente relacionada a manutenção da propriedade privada, aff.

Imagem

(Imagem tirada daqui: http://www.abril.com.br/noticias/comportamento/criancas-adotadas-lesbicas-vao-melhor-escola-estudo-567253.shtml)

Família deveria ser amor entre pessoas, apoio, suporte e pronto, e não pai, mãe e filhos, filhas. Quer dizer, por exemplo, que uma família de filho ou filhas + mãe ou pai solteiro não são considerados uma família? Ou um casal não é considerado uma família? Nada disso faz sentido, uma família deveria ser composta por pessoas que se amam, simples assim.

Se você sente ódio quando vê um casal do mesmo sexo juntos, que tal olhar para você e tentar entender isso? Por que te afeta tanto? E se você for religioso, pense: você não deveria amar as pessoas, qual o motivo de tanto ódio?

Para finalizar, acho que as pessoas deveriam refletir sobre a diferença entre o individual e o coletivo. A fé é algo individual, você acredita, faz sentido pra você. É até legal você querer expandir a sua felicidade para os outros – sendo simpática! -, mas eles não têm a menor obrigação se sentir como você, de crer nas mesmas coisas e isso não significa que são pessoas ruins, só são diferentes. E diferença é algo intrínseco ao ser humano, se toca!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: