Variedades Femininas

Aqui se fala do universo feminino

Eu tenho endometriose e você? Parte 2 – Exames específicos

em 4 de setembro de 2013

No post anterior relatei sobre a minha descoberta da doença e início do tratamento, hoje irei contar um pouco mais da minha história e falar dos exames específicos que precisamos fazer para diagnosticá-la.

O grande problema da endometriose é a falta de diagnóstico, pois não é algo fácil de ser visualizado em exames, pelo contrário, é necessário que o médico tenha um olhar bem apurado para perceber os sinais. Como relatei antes, passei quase 15 anos para conseguir um diagnóstico definitivo, o que pode parecer estranho, pois eu sempre fazia uma bateria de exames e incluindo ultrassons a cada 6 meses. Se você for em um (a) ginecologista e ele cogitar endometriose, mas te passar ultrassonografia transvaginal, exame CA 125 e mais nada, pule fora! Esses exames não podem ser indicativos exclusivos de endometriose, pois o indicativo, principal, são os sintomas, as dores…

Antigamente, alguns ginecologistas faziam uma cirurgia-exame chamada videolaparoscopia diagnóstica, que é, basicamente, abrir para ver se tem endometriose. Hoje isso é uma prática muito criticada, pois existem médicos e médicas radiologistas especializadas em endometriose que conseguem ver aquilo que antes era inimaginável, então a cirurgia precisa ser uma opção real de melhora, embora o diagnóstico final só seja dado com a cirurgia, mas os indicativos dos exames precisam estar ali. Videolaparoscopia diagnóstica só em casos bem específicos, pois um médico – ou médica – bom, fará um planejamento da cirurgia.

Imagem retirada daqui: http://www.iape.org.br

Quando fui a minha primeira consulta com o meu médico Dr. Edvaldo Cavalcante (Doutor em cirurgia ginecológica pela UNIFESP), que é especialista em endometriose. Ele conversou comigo primeiro para registrar as dores que eu sentia, depois fez um exame clínico para tentar reproduzi-las e entendê-las, e só depois disso olhou meus exames anteriores e pediu novos. Acho que o exame mais básico para endometriose é a ultrassonografia com rastreamento de endometriose e preparo intestinal. É um exame chato pra caramba, dói um bocado, mas se você fizer com um bom médico ele poderá visualizar os focos da doenças em locais mínimos.

Para fazer esse exame, recomendo a Dra. Luciana Chamiê (Doutora em radiologia pela USP) que é especialista em diagnóstico da endometriose e o médico Manoel Orlando da RDO diagnósticos médicos. Aqui em São Paulo não consegui fazer o exame pelo meu plano de saúde, pois não tinha em nenhum local, em Londrina consegui fazer pelo plano de saúde. Esse é um exame muito importante, então vale a pena que você faça com um médico especializado na doença, mas o problema é o preço, pois você vai gastar em média 800 reais. Fiz na clínica RDO com Manoel Orlando, no dia fiquei pensando em como essa doença é miserável, pois tive um atendimento maravilhoso, mas e quem não tem dinheiro para pagar exames em clínicas caras, cirurgias com médicos especialistas? É desumano!

Outro exame que o médico ou médica pode pedir é a Ressonância Magnética da Pelve, o legal é fazer os dois, pois a Ultrassonografia com preparo + a RMI da Pelve vai ajudar na montagem do quebra-cabeça. Eu fiz a minha no Cura em São Paulo, mas o Médico Ednaldo Nakano da Digimagem é excelente! É um exame meio chato, tem contraste, preparo intestinal, introdução de gel lubrificante em locais chatos, mas vai ser importante para o mapeamento da endometriose. Outros exames podem ser feitos, mas isso vai depender de onde estão alojados os seus focos. No meu caso, que existia uma suspeita de endometriose nos nervos, fiz duas RMI da coluna, e como tinha comprometimento no intestino também fiz uma colonoscopia, já para o comprometimento do aparelho urinário fiz uma urodinâmica – outro exame chato demais. A endometriose nos nervos é algo ainda pouco estudado, então é comum alguns médicos não conseguirem visualizar na RMI, o único que conseguiu visualizar nas minhas amigas foi o Ednaldo Nakano da Digimagem – SP.

É importante saber que o que vai determinar esse mapeamento da doença é a sua dor, que é algo real. Falo isso porque eu sempre ficava na dúvida se sentia dor ou se estava ficando louca, e essa sensação é bem comum em casos de dor crônica, pois como sentimos dor 24 horas por dia, o cérebro manda uns sinais meio confusos.

Fazer esses exames foram fundamentais para que meu médico planejasse a minha cirurgia, que durou quase 6 horas. Todos sabemos que quanto mais longa a cirurgia, mais riscos corremos, então é importante saber o que deve ser feito, mas apesar disso, surpresas podem ocorrer e devemos ter consciência disso. O problema da endometriose é que nos deparamos com uma montanha de profissionais não especializados, que não planejam e não pensam no nosso tratamento direito, assim, muitas de nós se submetem há uma quantidade enorme de cirurgias para endometriose ao longo da vida (6, 7… 10…). Claro que em casos graves uma pessoa pode fazer mais de uma cirurgia para retirada dos focos, mas isso não quer dizer que todas precisem ser assim, certo? O tratamento da endometriose deve ser constante, mesmo depois da cirurgia, pois a doença não tem cura e os focos podem voltar, por isso, não podemos dar bobeira, precisamos monitorar e tomar medicamentos para controle da doença.

No próximo post sobre endometriose falarei sobre medicamentos e sobre a dor que sentimos.

Para saber mais sobre endometriose acesse o GAPENDI: http://eutenhoendometriose.blogspot.com.br, entre para o nosso grupo!

Anúncios

2 respostas para “Eu tenho endometriose e você? Parte 2 – Exames específicos

  1. Mara lane Cardoso disse:

    Vc poderia informar o nome do laboratório de Londrina que faz o rastreamento da endometriose pelo plano de saude?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: