Variedades Femininas

Aqui se fala do universo feminino

Campanha de divulgação da endometriose

em 3 de setembro de 2014

Minha foto pra campanha.

O GAPENDI – Grupo de apoio às mulheres com endometriose e infertilidade – está montando uma campanha para divulgação da endometriose. O grupo tem ajudado muitas mulheres a encontrar um rumo para o seu tratamento, dando apoio emocional e informações técnicas sobre a doença.A endometriose ainda é uma doença obscura, pouco se fala sobre o assunto, existem raros especialistas e muitas mulheres sofrendo.

É uma doença crônica, não tem cura. Eu fiz uma cirurgia em 2013 para tratar a doença, melhorou muito minha qualidade de vida, mas mesmo assim já tive que tomar analgésicos de uso controlado quando tive cólicas, pois elas ainda continuaram intensas e muitas das minhas endoamigas passam pela mesma situação, pois a dor da endometriose não passa com analgésicos normais. E essa é a vida da portadora de endometriose: muita dor e muitos exames. A falta de especialistas dificulta muito, são poucos médicos e locais específicos para realização de exames. Já gastei uma nota preta com o controle dessa doença, mas sou privilegiada, pois tenho uma família que me ajuda, meu salário banca tratamentos e medicações, e meu plano de saúde atende todos os hospitais e laboratórios top de São Paulo. Não sou rica, sou classe média e já gastei o que não tinha, mas, apesar disso, tenho a sorte de poder  me tratar adequadamente e fazer, inclusive, tratamentos alternativos. Já sofri muito, mas não tive que ficar sofrendo loucamente sem apoio e sem ter perspectiva de uma cirurgia, mas quantas endoamigas que conheço sofrem para conseguirem ser atendidas por um especialista, tomar medicações caras e fazer uma cirurgia? Não é fácil, quem é rico fica pobre e quem é pobre só consegue tratamento com muita dificuldade. No meu mundo ideal, todas as mulheres  teriam tratamento sempre que preciso.

É muito comum a endometriose deixar sequelas no seu corpo, são doenças oportunistas que atacam nosso corpo debilitado. Não é fácil ser portadora, parece que seu mundo desmorona em alguns momentos, mas tiramos força não sei de onde pra continuar lutando. E é por isso que a campanha do GAPENDI é tão importante, pois precisamos alcançar cada vez mais mulheres, nos ajudarmos, porque juntas somos fortes.

* Apesar de ter escrito o texto no feminino, tenho plena consciência que nem toda mulher tem vagina e nem todo homem tem pênis, pq nosso gênero não é binário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: