Variedades Femininas

Aqui se fala do universo feminino

Qual o lugar da doença em nossas vidas?

em 26 de fevereiro de 2016
felicidade1

Imagem retirada daqui: http://www.escolapsicologia.com/felicidade-construa-o-seu-suporte/

Nós seres humanos buscamos a felicidade e essa busca implica que todos estão sempre em busca dela, mesmo quem estupra, quem mata, quem rouba, todos estão em busca da felicidade. Acho que o problema está no nosso entendimento de felicidade, na motivação que construímos para “conquista-la”. Mas, infelizmente, essa felicidade é condicionada, por tanto, está sempre sujeita as impermanências da vida. Ficamos tão felizes por ter conseguido uma promoção no trabalho, mas logo perdemos essa felicidade ao nos deparamos com alguma perda, que pode ser até do próprio emprego.

E onde entra a doença? Pois é, em uma sociedade que busca a todo custo uma felicidade condicionada, não existe lugar pra doença. Só que a doença faz parte da vida, todos ficaremos doentes em algum momento, logo, por que não lidar com algo natural? Resolvi escrever este texto porque eu tenho uma doença crônica que me acompanha há muitos anos e já ouvi de tudo, tanto agressões verbais quanto pessoas espantadas pela forma como consigo lidar com tudo isso e ainda sorrir.

O meu segredo é refletir muito e tentar aplicar na minha prática diária o entendimento de que não estou em busca da felicidade condicionada, pois por meio dela só se atinge o sofrimento. Se ficar doente faz parte da vida, a minha única opção é acolher e seguir em frente. Até hoje segui em frente e entendo que ficar doente só me lembra da minha própria humanidade. E é um privilégio ser lembrada disso. Por mais que tenhamos essa ilusão de que somos super pessoas que estão acima de todos os outros seres, somos todos seres, mais nada.  Vivemos em busca da vida eterna, mas ela não é uma busca possível, pois morremos um pouco a cada dia. Então vale a pena ignorar essa condição que faz parte do estar vivo em busca de uma perfeição que não existe?

Acho que a doença precisa ser olhada e acolhida, mas ela não deve determinar quem as pessoas são. Pra mim é algo que convivo, às vezes tenho algumas restrições, mas elas são somente aprendizados, pois não existe nada na vida que eu deseje tanto a ponto de não poder perder, nem a minha vida. A doença é só um detalhe em meio a tantas experiências, ela não é A EXPERIÊNCIA, é só mais uma.

Que vocês sejam sempre muito felizes! ❤

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: