Variedades Femininas

Aqui se fala do universo feminino

Sobre livros e filmes

Ando pensando muito sobre como me aborrecem as adaptações de livros para o cinema. Há tantos livros com os quais me deliciei em seus inúmeros detalhes, que acabaram resultando em histórias dilaceradas pela velocidade dos filmes.  É claro que concordo que não existe a possibilidade de transplantar todo o universo que criamos ao ler um livro para as telas do cinema, todavia, a necessidade de criar tensão ou “climão” para os espectadores, muitas vezes, se transforma em uma fuga do bom senso.

Dos filmes baseados em livros mais recentes está a saga “Crepúsculo”, esperada ansiosamente pelas adolescentes do mundo inteiro. Os filmes são um exemplo dos cortes e acréscimos nada coerentes com a história do livro: é um caso clássico do desejo por fazer dinheiro, em detrimento da lealdade ao livro.

No primeiro filme, por exemplo, são acrescentadas cenas que deturpam completamente o sentido do livro. Como poderia o jovem vampiro (neurótico total) Edward permitir que Bella andasse por aí sozinha com vampiros a solta responsáveis por assassinatos na pequena cidade de Forks? Quem já leu os livros, sabe o quanto Edward tem um gênio difícil, às vezes chega a ser muito irritante de tão mandão, a chatice é acrescida pela sua tendência a atitudes teatrais – como no final de lua nova e a sua cena de tentativa de suicídio na Itália -, ele levaria Bella à loucura se o roteiro do filme fosse acrescido da história original do livro. Deixaríamos de curtir um romance de mulherzinha açucarado e delicioso – porque mesmo chato Edward é lindão e cheiroso-, para resultar numa tragédia de amor falido.

Outra mudança despropositada é o passeio nada cauteloso dos dois pombinhos na campina, no livro Crepúsculo, esse é o trecho derradeiro do livro: Edward precisar descobrir se é forte o bastante para suportar o tormento de sua sede, ou seja, matar ou não Bella. Esse primeiro encontro deles é organizado com muita cautela e não num arroubo de chilique de uma Bella insolente e um Edward careteiro.

Mas nem sempre de assassinato aos livros vive o cinema: existem roteiros que, apesar dos cortes absurdos, conseguem criar um sentido que mantém fidelidade às histórias que tanto amamos, é o caso de “Razão e Sensibilidade”, cujo roteiro foi elaborado pela atriz Emma Thompson e dirigido por Ang Lee.

O livro é tão delicioso de ler, uma ótima fórmula de romance-mulherzinha com comédia, incluindo todas as frivolidades do século XVIII. Jane Austen encoraja o nosso melhor, nos diz que existe a possibilidade de mudança e felicidade mesmo nas adversidades, no livro Razão e Sensibilidade, Mariane cresce às nossas vistas, deixa de ser uma menina egoísta e mimada, para uma mulher amorosa e determinada, supera as desilusões amorosas e encontra um amor terno e quente.

Não posso negar que muitos cortes foram feitos, que nos privaram, por exemplo, de conhecer a esposa e as desagradáveis crianças de Sir John Middleton, assim como do desabafo de arrependimento atrasado do John Willoughby. Todavia, apesar dos disparates, as mudanças não nos causam sofrimento e é possível apreciar a beleza do filme.

Um dos filmes cuja adaptação me trouxe felicidade ao assistir foi “Como água para chocolate”: tanto o livro quanto o filme são deliciosos e posso afirmar que as mudanças em relação à história original quase não são sentidas – tanto que terminamos o filme quase com uma sensação de “eu faria assim”.

O filme exala o aroma da cozinha e dos pratos exóticos cheios de sentimento, as vezes até afrodisíacos –  de Tita, a personagem principal do livro de Laura Esquivel. O legal mesmo é assistir o filme com as receitas do livro na mão e depois ir para a cozinha complementar o dia curtindo as comidinhas de “Como água para chocolate”; uma dica: as codornas com pétalas de rosa são bem calientes.

Anúncios
Deixe um comentário »

Gilmore Girls

Adoro esse seriado!! Semana passada terminei de assistir a série, vi inteira do primeiro ao último episódio, e na minha opinião é o melhor seriado que já vi na vida.

A história de Lorelai e Rory (também Lorelai) Gilmore é cativante! Elas são mãe e filha, do tipo melhores amigas, mas apesar disso, quando necessário o papel mãe entra em cena. Hoje em dia é muito normal essa confusão de mãe/filha/melhor amiga, mas a prioridade de uma mãe é ser mãe e não amiga, se der pra ser mãe e amiga ótimo.

Lorelai (a mãe) nasceu em uma família rica, mas nunca se adaptou ao estilo de vida cheio de normas e restrições, quando teve a filha, aos 16 anos, caiu no mundo, virou camareira de hotel e ralou muito para dar uma vida legal para a filha.  Rory é uma menina ótima, cabeça boa, estudiosa e tímida. O contraste da personalidade das duas e a velocidade dos diálogos dá uma sensação de realidade para quem está assistindo.

A cidade em que está situada a trama, a fictícia Stars Hollow, é super pitorescas, cheia de personagens diferentes e excêntricos, como o Kirk, que trabalha em todos os empregos possíveis e também aqueles absurdos.

O final da série é emocionante, mas realista, com conquistas e fracassos. Como na vida, foi um fechamento de uma fase da vida, um ciclo, deixou saudade, mas sem o sentimento de estar orfã da série, durou o tempo certo.

2 comentários »

The Vampires Diaries

Descobri a série recentemente, passa na Warner, mas eu nunca tinha assistido mais do que uma cena e sempre me pareceu meio tosco. Li a sinopse da série e dizia que a personagem principal, Elena, vivia um triângulo amoroso com dois irmãos vampiros; nos comerciais da série passa a Elena beijando um ou outro.

Fiquei meio impressionada com esse relacionamento não convencional e comecei a assistir da primeira temporada, em estilo maratona – adoro -. Descobri que a série é legal e que esse triângulo amoroso é meio fajuto. A questão é que Elena é tipo um clone e sua vida está ligada a uma maldição, resumindo, existem duas “Elenas”, uma é Elena mesmo e a outra é Katerina Petrova, uma vampira clone dela – Katerina namorou os dois irmãos.

Em meio essa loucura, Elena namora o vampiro Stefan, que tem um irmão, Damon, que também é apaixonado por ela, mas o relacionamento de verdade ocorre com Stefan.

Diferente de outras séries ou filmes de vampiro – Crepúsculo-, The vampires diaries, tem sangue, gente morrendo; é um terror meio tosco, mas divertido, Damon é um lindo vampiro cafajeste e miserável, mas a questão é: quem não suspira pelo Damon?

Em relação a Elena, eu torço para que ela fique com os dois mesmo, porque não tem como escolher entre o cafajeste e o bonzinho, eles são complementares.

 

 

11 comentários »

Quando a paranóia passa os limites

As operações plásticas são muito comuns na Coreia do Sul, onde há uma grande obsessão com a beleza por parte das mulheres jovens. Cirurgias no nariz e olhos são corriqueiras.

O filme “Time” do diretor Kim Ki-duk, de 2006, trata esse assunto da banalidade das cirurgias plásticas na Coreia e apresenta uma personagem que no máximo de sua paranóia, acha que seu namorado cansou dela e resolve se afastar e fazer uma plástica para mudar o seu rosto. Ela volta e com uma nova identidade relaciona-se, novamente, com ele, mas a paranóia não vai embora, pois ele não consegue esquecê-la.

Sinopse:

A insegurança de Se-hui (Park) na relação com Ji-u (Ha) leva-a a comportamentos histéricos e embaraçosos em locais públicos. Convencida que o namorado está farto dela, decide afastar-se para fazer uma operação plástica. Ji-u continua à espera do regresso de Se-hui, desconhecendo que ela mudou de fisionomia. Entretanto, é tentado por outras mulheres, incluindo a nova empregada da coffee shop que frequenta, Sae-hui (Seong).

Deixe um comentário »

Imagens vazadas do filme “Amanhecer”

Esses últimos dias foi o maior estardalhaço com as fotos que vazaram da primeira noite de Bella e Edward e do nascimento de Renesmee.  Eu não acredito nesse tipo de “vazamento”, pois a expectativa em torno do filme aumentou e muito, assim como a ansiedade que chegue logo.

No meio da confusão teve ator se pronunciando pedindo para não divulgarem as fotos, teve gente dizendo que as imagens não vão aparecer no filme, pois são fortes demais, resumindo, teve de tudo!

Quem leu o livro, sabe que não tem muitos detalhes da primeira noite de amor dos dois, a autora deixa tudo subtendido, nada é explícito, o livro não é erótico, é um romance! Eu acho que a summit ganhou um bocado com o vazamento dessas fotos, as filas para o filme vão aumentar e muito, mas nem precisava disso tudo, pois eu acho que esse filme é o mais esperado, até eu – que nunca fui ver o filme no cinema – estou pensando em ir.

Deixe um comentário »

Podecrer!

Essa semana, madrugada de segunda pra terça, assisti na Globo um filme muito legal sobre a adolescência no anos 80, me trouxe muitas lembranças que tinha esquecido, coisas pequenas, mas que foram muito significativas na minha vida.

É claro que não vivi a minha adolescência nos anos 80, o filme se passa em 81 e eu nasci em 82, mas muitas situações lembraram a minha infância. A escola do filme, um colégio de padres – estudei em uma escola  de freira bem parecida com a do filme – e aquelas cadernetinhas pra eram carimbadas todos os dias (presença, falta e atraso), me trouxeram uma nostalgia grande.

O filme é bem singelo, a “galera” ainda tem uma inocência que não temos mais hoje, naquela época era diferente, o acesso até para as loucuras era mais difícil, um dos momentos hilários do filme é quando o inspetor toma um chá de cogumelos por engano(jurubeba – ótimo!), mas hoje nossos adolescentes querem ousar e fazem o que? Fumam crack? Tomam ecstasy?

Os conflitos dos adolescentes continuam os mesmos: Bebida, carreira, sexo. A garotada do “podecrer!” é bem sonhadora e sensível, além de criativa – a teoria da babilônia é ótima (hilária) , assim como o suspense de com quem a Melissa (a garota mais pra frentex da turma) vai ficar, termina tudo bem, ela fica com os dois.  Temas mais pesados, como o aborto também são retratados no filme, todavia o diferencial  está no rumo das personagens, o final é bonito e mostra sem forçar o que ocorreu com toda a turma. Valeu a pena ter ido dormir super tarde!!

SINOPSE

No Rio de Janeiro, em 1981, um grupo de amigos está no ano de sua formatura no colégio São Jorge. Entre eles está Carol, filha de exilados políticos que retornou recentemente ao Brasil. Ela logo se torna amiga de Melissa e Silvinha, que a apresentam a João, PP, Marquinho e Tavico, os integrantes da banda de rock mais conhecida do colégio. Há ainda Ana Cláudia e Duda, patricinhas que rivalizam em tudo com Melissa e Silvinha. João e Carol logo sentem-se atraídos, mas Ana Cláudia, que é a garota mais bonita do colégio, está decidida a conquistá-lo. Em meio às festas e namoros, eles ainda precisam se preocupar com o vestibular e o futuro de suas vidas.

ELENCO

  • Dudu Azevedo …. João
  • Maria Flor …. Carol
  • Gregório Duvivier …. Marquinho
  • Sílvio Guindane…. PP
  • Marcelo Adnet…. Tavico
  • Fernanda Paes Leme …. Melissa
  • Liliana Castro …. Silvinha
  • Erika Mader …. Ana Cláudia
  • Júlia Gorman …. Duda
1 Comentário »

Ghost Whisperer

Não sei se vocês conhecem a série “Ghost Whisperer”, é sobre uma médium, Melinda Gordon (Jennifer Love Hewitt), que consegue ver espíritos e passa por uma série de situações complicadas para conseguir convencê-los a fazer a “passagem”. É uma série legal (para quem gosta de coisas sobre o sobrenatural) e tem várias situações que podem nos alegrar um pouco. A protagonista tem uma loja de antiguidades cheia peças legais de decoração, outra coisa muito interessante, são as camisolas que ela usa, principalmente, a partir da segunda temporada. As roupas dela são lindas, vale a pena assistir e copiar!

Outro motivo para assistir a série é o marido da Melinda, Jim Clancy (David Conrad), o cara é um gato, marido super maravilhoso, daquele tipo que sonhamos mesmo…

A série foi cancelada em 2010, mas dá para assistir do jeito mais divertido, alugando ou baixando e vendo sem parar, tipo maratona.

2 comentários »

Muito BEM acompanhada

 

Ontem assisti, novamente, o filme “Muito bem acompanhada” que conta a história de amor do adorável casal: Kat (Debra Messing – “Grace” de Will & Grace) e Nick (Dermot Mulroney – Casamento do meu melhor amigo).

O filme conta a história da atrapalhada Kat, que foi abandonada pelo noivo há dois anos, agora ela precisa encarar a “criatura” que será padrinho do casamento de sua irmã, mas como ela ainda sofre com o ocorrido – está solteira e infeliz – resolve contratar um arrasante garoto de programa para fingir que é seu namorado e mostrar que deu a volta por cima .

O garoto de programa é Nick, um lindão que entende tudo de mulheres e é claro os dois acabam de apaixonando. É uma comédia romântica super deliciosa e que deve ser vista sozinha ou com suas amigas, deixe marido ou namorado de lado, pois ele ficam meio ciumentos com esse filme.

A trilha sonora é bem gostosa e essa cena aí de cima vale a pena assistir com atenção!!

4 comentários »

Harry potter e a diversão dos livros infanto-juvenis

Hoje é o primeiro dia de uma feriado prolongado, os aeroporto com aviões atrasados e congestionamentos nas estradas. Fiquei pensando que livro e filme seria adequado para indicar nesse contexto.

O final do ano está aí, para mim e para tantos esse ano foi difícil, com muitas atribulações, achei que o mais adequado seria um livro que promovesse o relaxamento tão merecido; e esse é o mérito de muitos livros infanto-juvenis, tais como, o citado no título: Harry Potter de J.K. Rowling.

Para quem ainda não leu um ou todos os sete livros da coleção, que trata da vida do bruxinho Harry Potter e sua luta pela salvação do mundo, os livros são marcados por anos da vida do menino, sua vivência na escola, com os amigos e peripécias contra o grande bruxo das trevas Voldemort, vale a pena começar nesse feriado.

Os filmes baseados no livro também fizeram muito sucesso e nesse ano de 2010, em 19 de novembro será lançado o filme “Harry Potter e as relíquias da morte – parte 1”; enquanto a estréia não chega, vocês podem se deliciar com os seis filmes da série, que iniciam mais leves, lúdicos e vão ficando cada vez mais sombrios.

Para se divertir nesse feriadão tão esperado, leiam e assistam Harry Potter, é divertido, leve e ótimo para nos aproximar das crianças (voltar a ser criança também).

Dica: Os livros estão a venda por R$ 9,90 em alguns site confiáveis de venda na internet.

Boa leitura e bom filme para todos!

Deixe um comentário »

As brumas de avalon

Dando continuidade a nossa série de livros e filmes que estão relacionados, essa semana a nossa indicação é a coleção “As brumas de avalon” de Marion Zimmer Bradley, são quatro volumes (Livro Um: A senhora da Magia; Livro Dois: A Grande Rainha; Livro Três: O Gamo Rei e Livro Quatro: O Prisioneiro da Árvore).

A livro trata da história da lenda do Rei Arthur do ponto de vista feminino (Morgana, Guinevere e Morgause), é cheio de magia e misticismos, relata o embate entre a era pagã e a chegada do cristianismo que termina por exterminar a cultura local (Camelot).

A adaptação do livro, como a maioria das vezes, não é muito fiel e temos algumas recriações da história, todavia vale a pena assistir, é um filme bonito com elenco legal, as personagens principais são interpretadas pelas atrizes: Anjelica Huston (Viviane), Julianna Margulies (Morgana), Joan Alles (Morgause e Samantha Mathis (Guinevere); a direção é de Uli Edel.

Deixe um comentário »